•  "Deus, o nosso Deus é o ser que é e será, desde e por toda a eternidade; é o soberano indulgente e benigno que reina sobre todas as coisas, inteligência suprema que dirige tudo o que é, no universo, na imensidade, no infinito" O4E Tomo IV pág-230

 O que mais evidencia em Os Quatro Evangelhos é o ensejo constante à nossa renovação íntima, à nossa maneira de percebermos as coisas, à revisão dos nossos conceitos de justiça para que possamos ver em tudo que se manifesta na vida, a Vontade Divina.

Os espíritos dizem que, "o homem quase sempre condena o que Deus aprova e aprova o que Deus condena". Precisamos cada vez mais viver em meio à diversidade das idéias com a única preocupação de sermos fraternos uns para com o outros.

Estejamos cientes de que os seres evoluem com base naquilo que eles acreditam como sendo a melhor opção. Onde eles estiverem é e será justamente o caminho que os conduzirá à perfeição.

Auxiliar uns aos outros, eis o dever de todos nós seres humanos.

CONCORDÂNCA UNIVERSAL - CRBBM

TV MUNDIAL DO ESPIRITISMO

Um trabalho grandioso na divulgação de Os Quatro Evangelhos de J-B. Roustaing em vídeos pela equipe dedicada patrocinado por CRBBM